Eliana Carvalho

Eliana Carvalho nasceu em Lambari (MG) em 1963 e é a caçula entre sete filhos. De lá, mudou-se para São José dos Campos (SP), onde morou por vinte anos.

Apesar de valorizar os lados positivos de uma cidade grande, manteve vivo seu sonho de voltar a viver num lugar pequeno e bucólico, em contato mais próximo com a natureza. E foi nessa busca que conheceu Piracaia (SP) e, alguns anos depois, Gonçalves, localizada na porção mineira da Serra da Mantiqueira.

Embora já tivesse trabalhando com madeira de demolição quando fez sua primeira visita a essa pequena cidade, batizada de pérola da Mantiqueira por causa de sua beleza natural, foi ali que escolheu ficar e dedicar-se à criação de móveis e itens para decoração a partir da transformação de madeira de demolição, de sucata, de restos de construção e de objetos usados. Em 2002, adquiriu a Pau Véio – móveis e coisaradas e foi construindo sua história conectada a essa loja que tornou-se sua marca através dos anos.

Em 2014, abriu-se para um novo desafio: deixar seu talento artístico fluir e criar obras autorais. Sua matéria-prima não podia ser diferente e novamente madeira – natural e já utilizada previamente, sucata, descartáveis e sobras ajudaram a dar forma a sua imaginação. Para sua surpresa, a aceitação positiva e o reconhecimento começaram a chegar e contribuíram para que fosse selecionada – num total de 100 artistas – para participar da primeira edição da Braderie de L’Art (BDA) do Rio 2015 (clique aqui para conferir a lista completa). Por questões políticas e econômicas, o evento foi adiado e todos esperam a divulgação de uma nova data.

No fim do texto, assista ao vídeo e conheça o projeto da BDA.

 

topo